Click here to close now.

Welcome!

Agile Computing Authors: Adrian Bridgwater, Elizabeth White, Liz McMillan, AppDynamics Blog, Carmen Gonzalez

News Feed Item

FXCM Inc. Anuncia Resultados do Primeiro Trimestre de 2014

FXCM Inc. (NYSE:FXCM), uma importante fornecedora online de serviços de câmbio, ou FX, negociação e serviços relacionados, anunciou hoje, para o trimestre findo em 31 de março de 2014, um faturamento conforme GAAP EUA de US$ 115,0 milhões, em comparação aos US$ 122,9 milhões do trimestre findo em 31 de marco de 2013, representando uma queda de 6%. O lucro líquido GAAP EUA atribuível à FXCM Inc. foi de US$ 2,1 milhões para o primeiro trimestre de 2014, ou US$ 0,05 por ação diluída, em comparação com US$ 6,9 milhões ou US$ 0,23 por ação diluída para o primeiro trimestre de 2013, representando uma queda de 70% e 79%, respectivamente.

EBITDA Pró-forma Reajustado do Primeiro Trimestre de 2014 foi de US$24,6 milhões, em comparação com US$ 43,8 milhões do Primeiro Trimestre de 2013, representando uma queda de 44%. O Lucro Líquido Pró-forma Reajustado foi de US$ 5,2 milhões ou US$ 0,07 por ação para o primeiro trimestre de 2014, em comparação com US$ 17,5 milhões ou US$ 0,23 por ação diluída totalmente convertida para o primeiro trimestre de 2013, representando uma queda de 70% em ambos os valores.

"A volatilidade nos mercados de câmbio atualmente está em baixa, somente vista duas vezes nos últimos 20 anos", disse Drew Niv, Diretor-Presidente. "No entanto, após termos expandido o nosso negócio de forma tão significativa nos últimos anos, acreditamos que temos porte para continuar a enfrentar as difíceis condições de negociação em relação aos nossos concorrentes e usá-lo para expandir nossa participação de mercado para quando as condições melhorarem."

Os resultados pró-forma reajustados presumem a conversão e a troca de todas as Unidades da FXCM Holdings, LLC para ações ordinárias Classe A da FXCM Inc., resultando na eliminação da participação não controladora e o correspondente reajuste na provisão de imposto da entidade. Além disso, os resultados pró-forma reajustados eliminam certas despesas não recorrentes e certas despesas de remuneração baseadas no patrimônio quando da oferta pública inicial da FXCM em dezembro de 2010.

A FXCM Inc. anunciou hoje determinadas métricas operacionais essenciais para abril de 2014 para os seus negócios de varejo e câmbio institucional. Atividades mensais incluídas:

Métricas Operacionais de Abril de 2014

Métricas de Negociação de Varejo

1.     Volume de negócios de clientes de varejo(1) de US$ 250 bilhões em abril de 2014, 14% menor do que em março de 2014 e 32% menor do que em abril de 2013.
 
2. Volume médio de negociação de clientes de varejo(1) por dia de US$ 11,4 bilhões em abril de 2014, 17% menor do que em março de 2014 e 32% menor do que em abril de 2013.
 
3. Uma média de 351.138 operações de clientes de varejo por dia em abril de 2014, 18% menor do que em março de 2014 e 30% menor do que em abril de 2013.
 
4. Contas Negociáveis(2) de 192.605 em 30 de abril de 2014, representando um aumento de 3.342, ou 2%, de março de 2014 e uma redução de 3.569, ou 2%, de abril de 2013.
 

Métricas de Negociação Institucionais

  • Volume de negócios de clientes institucionais(1) de US$ 185 bilhões em abril de 2014, 8% menor do que em março de 2014 e 1% maior do que em abril de 2013.
  • Volume médio de negociação de clientes institucionais(1) por dia de US$ 8,4 bilhões em abril de 2014, 12% menor do que em março de 2014 e 1% maior do que em abril de 2013.
  • Uma média de 42.876 operações de clientes institucionais por dia em abril de 2014, 14% maior do que em março de 2014 e 88% maior do que em abril de 2013

Mais informações, incluindo resultados históricos para cada uma das métricas acima, podem ser encontradas na página de relações com investidores do site corporativo da empresa www.fxcmespanol.com.

Estes dados operacionais são preliminares e estão sujeitos à revisão e não devem ser considerados como um indicador do desempenho financeiro da FXCM Inc. A FXCM não assume qualquer obrigação de atualizar publicamente ou revisar os dados operacionais reportados anteriormente. Todas as atualizações dos dados operacionais divulgados anteriormente estarão refletidas nos dados operacionais históricos que podem ser encontrados na página de Relações com Investidores do site corporativo da Empresa www.fxcmespanol.com.

(1) O volume que os clientes FXCM negociaram no período é convertido para dólares norte-americanos.

(2) Uma Conta Negociável é uma conta com fundos suficientes para colocar um negócio, de acordo com as políticas de negociação da FXCM.

Resultados Pró-Forma Reajustados e Condensados e Consolidados de acordo com o GAAP dos EUA

  Não auditado

GAAP EUA (mil, exceto valores por ação)

Trimestre findo em 31 de março de
2014   2013   % Alteração
 
Receita líquida total $ 115.008 $

122.864

 

-6 %
 
Remuneração e Benefícios 29.890 23.533 27 %
Destinação do lucro líquido para os membros da Lucid por serviços prestados   2.973     -   100 %
Total Remuneração e Benefícios 32.863 23.533 40 %
Taxas do corretor de referência 19.122 21.350 -10 %
Outras despesas 42.990 36.115 19 %
Perdas em investimentos pelo método de equivalência patrimonial, líquidas 310 148 109 %
Depreciação e amortização 12.630 11.974 5 %
Juros sobre empréstimos   2.997     817   267 %
Lucro antes do imposto de renda 4.096 28.927 -86 %
Provisão para imposto de renda   1.251     7.959   -84 %
Lucro Líquido 2.845 20.968 -86 %
Lucro líquido atribuível à participação não controladora na FXCM Holdings, LLC 2.427 10.230 -76 %

Lucro líquido (prejuízo) atribuível a outras participações não controladoras

(1.659 ) 3.878 -143 %
   
Lucro líquido atribuível à FXCM Inc. $ 2.077   $ 6.860   -70 %
 
Média ponderada de Ações Classe A em circulação - Básica   39.077     28.472   37 %
 
Média ponderada de Ações Classe A em circulação - Diluída   43.152     29.678   45 %
 
Lucro Líquido por Ação Classe A
Básico $ 0,05   $ 0,24   -78 %
Lucro Líquido por Ação Classe A
Diluído $ 0,05   $ 0,23   -79 %
 
  Não auditado
Pró-Forma Reajustado (mil,em milhar, exceto valores por ação)
Trimestre findo em 31 de março de
2014   2013   % Alteração
 
Total Receitas

$

111.336

 

$

122.864

 

-9 %
 
Remuneração e Benefícios 27.716 21.471 29 %
Distribuição do lucro líquido para os membros da Lucid por serviços prestados   -     -   -
Total Remuneração e Benefícios 27.716 21.471 29 %
Taxas do corretor de referência 19.122 21.350 -10 %
Perdas em investimentos pelo método de equivalência patrimonial, líquidas 310 148 109 %
Outras despesas   39.584     36.115   10 %
 
EBITDA   24.604     43.780   -44 %
 
Depreciação e amortização 12.630 11.974 5 %
Juros sobre empréstimos   2.997     817   267 %
Lucro antes do imposto de renda 8.977 30.989 -71 %
Provisão para imposto de renda   2.179     9.596   -77 %
Lucro Líquido 6.798 21.393 -68 %
Lucro líquido atribuível à participação não controladora na FXCM Holdings, LLC - - -
Lucro líquido atribuível a outras participações não controladoras 1.604 3.878

-59

%

   
Lucro líquido atribuível à FXCM Inc. $ 5.194   $ 17.515   -70 %
 
Média ponderada de ações pró-forma totalmente convertidas e diluídas em circulação   79.766     75.785   5 %
 
Lucro por ação $ 0,07   $ 0,23   -70 %
 

Métricas Operacionais Selecionadas

 
  (Não auditadas)
Trimestre findo em 31 de março de
2014   2013   % Alteração
 
Volume total de negócios de varejo (em bilhões de dólares)

$

936

 

$

1.041

 

-10 %
 
Volume total de negociação institucional (em bilhões de dólares) $ 546 $ 373 46 %
 
Total de contas ativas 181.156 173.265 5 %
 
Dias de negociação no período 63 63 0 %
 
Médias de negócios diários 413.912 437.813 -5 %
 
Média de negócios diários por conta ativa 2,3 2,5 -8 %
 
Receita de negociação de varejo por milhão negociado $ 88 $ 88 0 %
 
Total do patrimônio líquido do cliente (em milhões de dólares) $ 1.245,3 $ 1.190,4 5 %
 

Medidas Financeiras Não-GAAP

EBITDA Pró-Forma Reajustado, Lucro Líquido Pró-Forma Reajustado e Lucro Líquido Pró-Forma Reajustado por ação diluída são medidas financeiras Não-GAAP. Estas medidas não representam e não deve ser consideradas como substitutas do lucro líquido, lucro líquido atribuível à FXCM Inc. ou lucro líquido por ação Classe A ou como substitutas do fluxo de caixa das atividades operacionais, cada um deles determinado de acordo com o GAAP, e os nossos cálculos dessas medidas podem não ser similares a medidas com títulos similares divulgadas por outras empresas. Consulte "Resultados Pró-Forma Reajustados" começando em A-3 deste comunicado para obter informações adicionais sobre essas medidas financeiras não-GAAP e conciliações de tais medidas com as medidas mais diretamente similares calculadas de acordo com GAAP.

Declaração de dividendo trimestral

A empresa também anunciou hoje que o seu Conselho de Administração declarou um dividendo trimestral de US$ 0,06 por ação sobre suas ações ordinárias Classe A emitidas e em circulação. O dividendo será pago no dia 1 de julho de 2014 aos acionistas da Classe A registrados na data de fechamento dos negócios em 6 de junho de 2014.

Teleconferência

Conforme anunciado anteriormente, a empresa realizará uma teleconferência para discutir os resultados às 8h15 (EDT). Essa teleconferência estará disponível para os participantes nacionais discando o número 877.445.4603 e 443.295.9270, para os participantes internacionais. O número de ID da conferência é 37161819.

Um webcast ao vivo do áudio, uma cópia da publicação de resultados da FXCM e os slides de apresentação desta teleconferência estarão disponíveis em http://ir.fxcm.com/.

Divulgação quanto às Declarações Prospectivas

Além das informações históricas, este comunicado de resultados contém declarações prospectivas dentro do significado do Artigo 27A da Lei de Valores Mobiliários de 1933 e Artigo 21E da Lei de Mercado de Capitais de 1934, que refletem as opiniões atuais da FXCM Inc. a respeito de, entre outras coisas, suas operações e desempenho financeiro para o futuro. Você pode identificar estas declarações prospectivas pelo uso de palavras como "panorama", "acredita", "espera", "potencial", "continua", "pode", "irá", "deverá", "procura, "aproximadamente", "prevê", "pretende", "planeja", "estima", "antecipa", ou a versão negativa destas palavras ou outras palavras semelhantes. Tais declarações prospectivas estão sujeitas a vários riscos e incertezas. Nesse sentido, existem ou serão fatores importantes que podem fazer com que os produtos ou resultados reais difiram materialmente daqueles indicados nestas declarações. A FXCM Inc. acredita que esses fatores incluem mas não estão limitados à evolução das exigências legais e regulamentares do setor de FX, o histórico operacional limitado do setor de FX, os riscos relacionados com a proteção de sua tecnologia proprietária, riscos relacionados à sua dependência dos formadores do mercado de FX, condições de mercado e outros riscos descritos sob "Fatores de Risco" no Relatório Anual da FXCM Inc. no Formulário 10-K e outros registros da SEC, que podem ser acessados no site da SEC em sec.gov.

Esses fatores não devem ser interpretados como exaustivos e devem ser lidas em conjunto com outras declarações preventivas que estão incluídas nesta apresentação e em nossos registros junto à SEC. A FXCM Inc. não assume qualquer obrigação de atualizar ou revisar publicamente quaisquer declarações prospectivas, quer seja como resultado de novas informações, desenvolvimentos futuros ou de outra forma, exceto conforme exigido por lei.

Acesse www.fxcmespanol.com e siga-nos no Twitter @FXCM, Facebook FXCM, Google+ FXCM ou YouTube FXCM.

Sobre a FXCM Inc.

FXCM Inc. (NYSE:FXCM) é uma provedora global on-line de serviços de câmbio, ou FX, negociação e serviços relacionados a clientes de varejo e institucionais no mundo todo.

No coração da oferta de clientes da FXCM está a negociação No Dealing Desk FX. Os clientes se beneficiam da grande rede de fornecedores de provedores de liquidez forex, permitindo que FXCM ofereça spreads competitivos nos principais pares de divisas. Os clientes têm a vantagem da negociação móvel, execução de ordens com um clique e negociação a partir de gráficos em tempo real. A subsidiária da FXCM no Reino Unido, Forex Capital Markets Limited, oferece produtos Contract for Difference ("CFD") sem qualquer negociação de recotação e permite que os clientes negociem índices de ações, petróleo, ouro e prata, juntamente com FX em uma única plataforma. Além disso, a FXCM oferece cursos educativos sobre a negociação em FX e oferece notícias e pesquisas de mercado gratuitas através do site DailyFX.com.

A negociação de divisas e CFDs na margem apresenta um elevado nível de risco e pode não ser adequado a todos. Leia o termo de isenção de responsabilidade completo..

ANEXO I

Anexo     Número da Página
       
Resultados GAAP EUA      
Demonstrações das operações consolidadas, condensadas de acordo com o GAAP EUA e não auditadas para o trimestre findo em 31 de março de 2014 e 2013     A-1
Demonstrações da Condição Financeira consolidadas, condensadas de acordo com o GAAP EUA e não auditadas em 31 de março de 2014 e 31 de dezembro de 2013     A-2
       
Resultados Pró-Forma Reajustados     A-3
Demonstrações das operações não auditadas, reajustadas pró-forma e condensadas de acordo com o GAAP EUA para o trimestre findo em 31 de março de 2014 e 2013     A-4
Conciliação das medidas não-GAAP para os resultados GAAP EUA mais próximos     A-5
Conciliação do EBITDA com o Lucro Líquido GAAP EUA     A-6
 
FXCM Inc.
Demonstrações de Operações Condensadas e Consolidadas
(em milhar, exceto valores por ação)
(Não auditadas)
  Trimestre findo em 31 de março de
2014   2013
Receitas
Receita de negociação de varejo $ 82.660 $ 91.254
Receita de negociação Institucional   26.150     27.556  
Receita de negociação 108.810 118.810
 
Receita de juros 563 679
Despesa de juros de corretagem   (96 )   (55 )
Receita de juros líquida 467 624
 
Outras receitas   5.731     3.430  
Receita líquida total   115.008     122.864  
 
Despesas operacionais
 
Remuneração e Benefícios 29.890 23.533
Distribuição do lucro líquido para os membros da Lucid por serviços prestados   2.973     -  
Total Remuneração e Benefícios 32.863 23.533
Taxas do corretor de referência 19.122 21.350
Propaganda e marketing 6.497 7.351
Comunicação e tecnologia 12.219 8.355
Custos de negociação, corretagem principal e taxas de compensação 8.206 7.938
Gerais e administrativas 16.068 12.471
Depreciação e amortização   12.630     11.974  
Total de despesas operacionais 107.605 92.972
Total receitas operacionais 7.403 29.892
Outras despesas
Perdas em investimentos pelo método de equivalência patrimonial, líquidas 310 148
Juros sobre empréstimos   2.997     817  
Lucro antes do imposto de renda 4.096 28.927
Provisão para imposto de renda   1.251     7.959  
Lucro Líquido 2.845 20.968

Lucro líquido atribuível à participação não controladora na FXCM Holdings, LLC

2.427 10.230

Lucro líquido (prejuízo) atribuível a outras participações não controladoras

  (1.659 )   3.878  
Lucro líquido atribuível à FXCM Inc. $ 2.077   $ 6.860  
 
Média ponderada de Ações Classe A em circulação - Básica   39.077     28.472  
Média ponderada de Ações Classe A em circulação - Diluída   43.152     29.678  
 
Lucro Líquido por Ação Classe A
Básico $ 0,05   $ 0,24  
Diluído $ 0,05   $ 0,23  

A-1

 
FXCM Inc.
Demonstrações consolidadas condensadas da condição financeira
Em 31 de março de 2014 e 31 de dezembro de 2013
(em milhar de dólar, exceto dados de ação)
  (Não auditadas)  
31 de março de 31 de dezembro de

____________________

2014 2013
 
Ativo
 
Ativo Circulante
Caixa e Disponibilidades $ 357.905 $ 365.245
Caixa e disponibilidades, mantidas para clientes 1.245.341 1.190.880
A pagar de corretores 44.301 5.450
Contas a Receber, líquido 14.039 9.953
Ativo de Imposto de Diferido 9.834 11.910
Títulos a receber - 5.992
Imposto a receber   7.205     3.861  
Total Ativo Circulante 1.678.625 1.593.291
Ativo de Imposto de Diferido 170.445 166.576
Equipamentos de informática, comunicação e informática, líquido 50.794 49.165
Fundo de Comércio 328.461 307.936
Outros ativos intangíveis, líquidos 71.935 76.713
Títulos a receber 8.108 5.950
Outros ativos   31.930     24.316  
Total Ativo $ 2.340.298   $ 2.223.947  
 
Passivo e Patrimônio Líquido
 
Passivo Circulante
Passivos de conta de cliente $ 1.245.341 $ 1.190.880
Contas a pagar e despesas acumuladas 70.888 69.697
Contrato de crédito 50.000 -
Títulos a pagar 9.800 9.800
Devido a corretores 633 8.652
Títulos vendidos, ainda não adquiridos 3.586 -
Devido a partes relacionadas em conformidade com o acordo de imposto a receber   14.880     18.588  
Total do passivo circulante 1.395.128 1.297.617
Passivo fiscal diferido 3.930 3.687
Devido a partes relacionadas em conformidade com o acordo de crédito imposto 136.655 131.670
Notas conversíveis sênior 147.598 146.303
Outros passivos   5.721     9.289  
Total Passivo   1.689.032     1.588.566  
 
Compromissos e Contingências
 
Patrimônio Líquido
Ações ordinárias Classe A, valor nominal US$0.01 por ação; 458 447

3,000,000,000 ações autorizadas, 45,835,442 e 44,664,884 ações emitidas

e em circulação em 31 de março de 2014 e 31 de dezembro de 2013, respectivamente

Ações ordinárias Classe B, valor nominal US$0.01 por ação;

1 1

1,000,000 ações autorizadas, 41 ações emitidas e em circulação

em 31 de março de 2014 e 31 de dezembro de 2013
Capital integralizado adicional 254.270 245.426
Lucros Acumulados 15.679 16.352
Outros prejuízos totais acumulados   (4.537 )   (5.344 )
Total do patrimônio líquido, FXCM Inc. 265.871 256.882
Participações não controladoras   385.395     378.499  
Total Patrimônio Líquido   651.266     635.381  
Total do passivo e patrimônio líquido $ 2.340.298   $ 2.223.947  

A-2

Resultados Pró-Forma Reajustados

Ao longo de toda a discussão dos resultados da FXCM Inc., as informações são apresentadas pró-forma reajustadas, que é uma medida em desacordo com os princípios contábeis geralmente aceitos ("Não-GAAP"). Os resultados pró-forma reajustados começam com as informações preparadas de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos nos Estados Unidos da América ("GAAP EUA"), reajustadas para excluir certos itens e refletir a conversão de todas as unidades da FXCM Holdings, LLC por ações ordinárias Classe A da FXCM Inc. A FXCM acredita que as medidas pró-forma reajustadas divulgadas e quaisquer ajustes das mesmas, quando apresentadas em conjunto com medidas GAAP EUA similares, são úteis para os investidores compararem os resultados da FXCM em vários períodos e facilitar a compreensão dos resultados operacionais da FXCM. A empresa utiliza essas medidas para avaliar o seu desempenho operacional, assim como o desempenho dos funcionários individuais. Estas medidas não deve ser consideradas um substituto para ou superior às medidas de desempenho financeiro preparadas de acordo com GAAP EUA. As diferenças entre os resultados pró-forma reajustados e os resultados GAAP EUA são os seguintes:

          1.   Troca presumida de Unidades da FXCM Holdings, LLC por Ações Classe A da FXCM Inc. Como resultado da troca das unidades da FXCM Holdings, a participação não controladora relacionada a essas unidades é convertida para participação controladora. A Administração da empresa acredita que é útil fornecer o efeito por ação associado com a troca presumida de todas as unidades da FXCM Holdings.
 
2. Despesa de remuneração. Foram feitos reajustes nos Lucros Pró-Forma Reajustados para eliminar as despesas relativas à remuneração baseada nas ações relacionadas à oferta pública inicial da empresa, bem como nos custos associados à renegociação ou rescisão de determinados contratos de trabalho que detinham participação nos lucros no desempenho das unidades de negócios da Empresa. Dada a natureza dessas despesas, elas não são vistas pela administração como despesas incorridas no curso normal dos negócios e a administração acredita que é útil fornecer os efeitos da eliminação dessas despesas.
 
3. Despesa de Remuneração/ Participação Minoritária da Lucid. Nossos resultados de acordo com o GAAP dos EUA divulgados refletem a parte dos 49,9% do lucro da Lucid distribuídos entre os sócios não controladores da Lucid baseado nos serviços prestados como um componente da despesa de remuneração sob "Distribuição do Lucro Líquido para os Sócios da Lucid pelos Serviços Prestados." Foram feitos reajustes nos Lucros Pró-Forma Reajustados para reclassificar esta distribuição dos lucros da Lucid atribuíveis aos sócios não controladores em "Lucro líquido atribuível a outras participações não controladores". A administração da empresa entende que esta reclassificação fornece uma visão mais significativa das despesas operacionais da empresa e do acordo econômico da empresa com os sócios não controladores da Lucid. Este reajuste não tem qualquer impacto sobre o lucro líquido, conforme informado pela FXCM Inc.
 
4. Receitas/Custos de Aquisição. Foram feitos reajustes nos Lucros Pró-Forma Reajustados para eliminar certos custos/receitas relacionados à aquisição. Dada a natureza desses itens, eles não são vistos pela administração como despesas/receitas incorridas no curso normal dos negócios e a administração acredita que é útil fornecer os efeitos da eliminação desses itens.
 
5. Custos regulatórios. Foram feitos reajustes no Lucro Pró-Forma Reajustado para eliminar determinados custos (incluindo reembolsos de clientes) associados às discussões em curso e resolução de determinadas questões históricas de execução de negociação com os reguladores da empresa. Dada a natureza dessas despesas, elas não são vistas pela administração como despesas incorridas no curso normal dos negócios e a administração acredita que é útil fornecer os efeitos da eliminação dessas despesas.
 
6.

Imposto de Renda. Antes da oferta pública inicial, a FXCM foi constituída como uma série de sociedades de responsabilidade limitada e empresas estrangeiras, e mesmo após a oferta pública inicial, nem todo o lucro da empresa está sujeito a impostos no nível corporativo. Em consequência disso, foram feitos reajustes (inclusive reajustes do Acordo de Impostos a Receber registrados em Outras Receitas) nos lucros pró-forma reajustados para presumir que a empresa tenha adotado uma estrutura tributária corporativa convencional e seja tributada como uma Corporação C nos EUA pelas alíquotas corporativas prevalecentes. Esta hipótese é compatível com a hipótese de que todas as unidades da FXCM Holdings são trocadas por ações ordinárias Classe A da FXCM Inc. , conforme discutido no item 1 acima, já que a troca presumida mudaria a estrutura tributária da empresa. Além disso, a provisão para imposto de renda pró-forma reajustada reflete o efeito fiscal de quaisquer reajustes pró-forma reajustados.

 

A-3

 
FXCM Inc.
Demonstrações das Operações Reajustadas, Pró-Forma, Condensadas e Consolidadas
(em milhar, exceto valores por ação)
(Não auditadas)
  Trimestre findo em 31 de março de
2014   2013
Conforme    

Reajustado

Conforme     Reajustado
Divulgado Reajustes Pró-forma Divulgado Reajustes Pró-forma
Receitas
 
Receita de negociação de varejo

$

82.660

 

$

-

 

$

82.660

 

$

91.254

 

$

-

 

$

91.254

 

Receita de negociação Institucional   26.150     -     26.150     27.556     -     27.556  
Receita de negociação 108.810 - 108.810 118.810 - 118.810
 
Receita de juros 563 - 563 679 - 679
Despesa de juros de corretagem   (96 )   -     (96 )   (55 )   -     (55 )
Receita de juros líquida 467 - 467 624 - 624
 
 
Outras receitas operacionais   5.731     (3.672 )

(1)

  2.059     3.430     -     3.430  
 
Total Receitas líquidas   115.008     (3.672 )   111.336     122.864     -     122.864  
 
Despesas operacionais
 
Remuneração e Benefícios 29.890 (2.174 )

(2)

27.716 23.533 (2.062 )

(9)

21.471
Distribuição do lucro líquido para os membros da Lucid por serviços prestados   2.973     (2.973 )

(3)

  -     -     -     -  
Total Remuneração e Benefícios 32.863 (5.147 ) 27.716 23.533 (2.062 ) 21.471
Taxas do corretor de referência 19.122 - 19.122 21.350 - 21.350
Propaganda e marketing 6.497 - 6.497 7.351 - 7.351
Comunicação e tecnologia 12.219 (206 )

(4)

12.013 8.355 - 8.355
Custos de negociação, corretagem principal e taxas de compensação 8.206 - 8.206 7.938 - 7.938
Gerais e Administrativas 16.068 (3.200 )

(5)

12.868 12.471 - 12.471
Depreciação e amortização 12.630 - 12.630 11.974 - 11.974
           
Total de despesas operacionais   107.605     (8.553 )   99.052     92.972     (2.062 )   90.910  
 
Total receitas operacionais 7.403 4.881 12.284 29.892 2.062 31.954
 
Perdas em investimentos pelo método de equivalência patrimonial, líquidas 310 - 310 148 - 148
Juros sobre empréstimos   2.997     -     2.997     817     -     817  
 
Lucro antes do imposto de renda 4.096 4.881 8.977 28.927 2.062 30.989
Provisão para imposto de renda   1.251     928  

(6)

  2.179     7.959     1.637  

(6)

  9.596  
Lucro Líquido 2.845 3.953 6.798 20.968 425 21.393
Lucro líquido atribuível à participação não controladora na FXCM Holdings, LLC 2.427 (2.427 )

(7)

- 10.230 (10.230 )

(7)

-
Lucro líquido atribuível a outras participações não controladoras   (1.659 )   3.263  

(8)

  1.604     3.878     -     3.878  
Lucro líquido atribuível à FXCM Inc. $ 2.077   $ 3.117   $ 5.194   $ 6.860   $ 10.655   $ 17.515  
 
Média ponderada de ações diluídas em circulação, conforme divulgado e média ponderada de ações pró-forma, totalmente convertidas e totalmente diluídas em circulação   43.152     79.766  

(10)

  29.678     75.785  

(10)

 
Lucro líquido diluído por ação conforme divulgado e lucro líquido pró-forma reajustado por média ponderada de ações totalmente trocadas e diluídas em circulação $ 0,05   $ 0,07   $ 0,23   $ 0,23  

(1) Representa a eliminação de um benefício de US$ 3,7 milhões registrado para reduzir a contraprestação contingente relacionada à aquisição da Faros.

(2) Representa a eliminação de remuneração baseada em ações do IPO de US$ 1,9 milhão e US$ 0,3 milhão de custo de remuneração relacionado à aquisição da V3 Markets, LLC ("V3").

(3) Representa a reclassificação de 49,9% do lucro da Lucid distribuído entre os acionistas não controladores e registrado como remuneração para fins do GAAP dos EUA em lucro líquido atribuível a outras participações não controladoras.

(4) Representa a eliminação dos custos de aquisição da V3.

(5) Representa a eliminação de US$ 0,7 milhão de custos de aquisição da V3 e US$ 2,5 milhões para eliminar uma reserva adicional estabelecida relacionada às práticas de execução de negócios anterior a agosto de 2010 no Reino Unido.

(6) Representa um reajuste para refletir a alíquota fiscal corporativa efetiva presumida de aproximadamente 24,3% e 31,0% para o trimestre encerrado em 31 de março de 2014 e 2013, respectivamente, que inclui uma provisão para imposto de renda federal dos Estados Unidos e presume a distribuição das mais altas alíquotas legais para cada jurisdição estadual, municipal e/ou estrangeira. O ajuste pressupõe a troca completa das unidades da FXCM Holdings, LLC ("Holdings") dos cotistas existentes por ações ordinárias Classe A da empresa e reflete o efeito fiscal de quaisquer reajustes pró-forma.

(7) Representa a eliminação da participação não controladora associada à propriedade pelos cotistas existentes das Holdings (excluindo FXCM, Inc.), como se os cotistas tivessem trocado totalmente suas unidades nas Holdings por ações ordinárias Classe A da empresa.

(8) Representa a reclassificação de 49,9% do lucro da Lucid distribuído entre os acionistas não controladores e registrado como remuneração para fins do GAAP dos EUA em lucro líquido atribuível a outras participações não controladoras e o impacto de outros reajustes pró-forma que afetam as participações não controladoras.

(9) Representa a eliminação de remuneração baseada em ações associada ao IPO.

(10) Ações diluídas presumindo que todos os cotistas trocaram totalmente suas unidades nas Holdings por ações ordinárias Classe A da empresa.

A-4

 
FXCM Inc.

Conciliação das medidas não-GAAP para os resultados GAAP EUA mais próximos

(em milhar)
(Não auditadas)    
Trimestre findo em 31 de março de
2014   2013
 
Lucro líquido GAAP atribuível à FXCM Inc. $ 2.077 $ 6.860
Contraprestação contingente - Pagamento Complementar da Faros (3.672 )

(1)

-

(1)

Opções de ações IPO 1.902

(2)

2.062

(2)

Custos relacionados à aquisição da V3 1.213

(3)

-
Reserva adicional para práticas de execução de negócio anterior a agosto de 2010 no Reino Unido 2.465

(4)

-
Reajustes de participação não controladora relacionados aos reajustes acima (290 ) -
Conversão FXCM Holdings 2.427

(6)

10.230

(6)

Ajustes fiscais relacionados ao disposto acima   (928 )

(5)

  (1.637 )

(5)

Lucro Líquido Pró-forma Reajustado não-GAAP $ 5.194 $ 17.515
Remuneração todas as outras ações 1.310 1.166
Amortização 6.981 7.027
Reajustes de participação não controladora relacionados aos reajustes acima (3.284 ) (3.029 )
Ajustes fiscais relacionados ao disposto acima   (1.154 )

(5)

  (1.480 )

(5)

Lucro Líquido Pró-Forma Reajustado Não-GAAP excluindo outras amortizações e remuneração de ações $ 9.047   $ 21.199  
 
Média ponderada de Ações Classe A em circulação - Diluída 43.152 29.678
Conversão FXCM Holdings   36.614  

(7)

  46.107  

(7)

Média ponderada de ações pró-forma não-GAAP em circulação - Diluída   79.766     75.785  
 
Lucro Líquido por Ação Classe A de acordo com GAAP - Diluído $ 0,05   $ 0,23  
Lucro Líquido Pró-forma Reajustado Não-GAAP por Ação Pró-Forma - Diluído $ 0,07   $ 0,23  
Lucro Líquido Pró-Forma Reajustado Não-GAAP excluindo outras amortizações e remuneração de ações por Ação Pró-Forma - Diluído $ 0,11   $ 0,28  

(1) Representa a eliminação de um benefício de US$ 3,7 milhões registrado para reduzir a contraprestação contingente relacionada à aquisição da Faros.

(2) Representa a eliminação de remuneração baseada em ações associada ao IPO.

(3) Representa a eliminação dos custos de aquisição da V3.

(4) Representa a eliminação de uma reserva adicional constituída relacionada às práticas de execução de negócios anterior a agosto de 2010.

(5) Representa um reajuste para refletir a alíquota fiscal corporativa efetiva presumida de aproximadamente 24,3% e 31,0% para o trimestre encerrado em 31 de março de 2014 e 2013, respectivamente, que inclui uma provisão para imposto de renda federal dos Estados Unidos e presume a distribuição das mais altas alíquotas legais para cada jurisdição estadual, municipal e/ou estrangeira. O ajuste pressupõe a troca completa das unidades da FXCM Holdings, LLC ("Holdings") dos portadores existentes por ações ordinárias Classe A da empresa e reflete o efeito fiscal de quaisquer reajustes pró-forma.

(6) Representa a eliminação da participação não controladora associada à propriedade pelos cotistas existentes das Holdings (excluindo FXCM, Inc.), como se os cotistas tivessem trocado totalmente suas unidades nas Holdings por ações ordinárias Classe A da empresa.

(7) Ações diluídas presumindo que todos os cotistas trocaram totalmente suas unidades nas Holdings por ações ordinárias Classe A da empresa.

A-5

 
FXCM Inc.
Conciliação do EBITDA com o Lucro Líquido
(em milhar)
(Não auditada)
   
Trimestre findo em 31 de março de
Pró-Forma Reajustado     GAAP EUA
2014   2013 2014   2013
 
Receitas

$

111.336

 

$

122.864

 

$ 115.008

$

122.864

 

 
Lucro líquido atribuível à FXCM Inc. $ 5.194 $ 17.515 $ 2.077 $ 6.860
Lucro líquido atribuível à participação não controladora na FXCM Holdings, LLC - - 2.427 10.230
Lucro líquido (prejuízo) atribuível a outras participações não controladoras 1.604 3.878 (1.659 ) 3.878
Provisão para imposto de renda 2.179 9.596 1.251 7.959
Depreciação e amortização 12.630 11.974 12.630 11.974
Juros sobre empréstimos   2.997     817     2.997     817  
EBITDA $ 24.604   $ 43.780  

 

$ 19.723   $ 41.718  

A-6

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

More Stories By Business Wire

Copyright © 2009 Business Wire. All rights reserved. Republication or redistribution of Business Wire content is expressly prohibited without the prior written consent of Business Wire. Business Wire shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

@ThingsExpo Stories
In their session at @ThingsExpo, Shyam Varan Nath, Principal Architect at GE, and Ibrahim Gokcen, who leads GE's advanced IoT analytics, focused on the Internet of Things / Industrial Internet and how to make it operational for business end-users. Learn about the challenges posed by machine and sensor data and how to marry it with enterprise data. They also discussed the tips and tricks to provide the Industrial Internet as an end-user consumable service using Big Data Analytics and Industrial Cloud.
Building low-cost wearable devices can enhance the quality of our lives. In his session at Internet of @ThingsExpo, Sai Yamanoor, Embedded Software Engineer at Altschool, provided an example of putting together a small keychain within a $50 budget that educates the user about the air quality in their surroundings. He also provided examples such as building a wearable device that provides transit or recreational information. He then reviewed the resources available to build wearable devices at home including open source hardware, the raw materials required and the options available to power s...
How do APIs and IoT relate? The answer is not as simple as merely adding an API on top of a dumb device, but rather about understanding the architectural patterns for implementing an IoT fabric. There are typically two or three trends: Exposing the device to a management framework Exposing that management framework to a business centric logic Exposing that business layer and data to end users. This last trend is the IoT stack, which involves a new shift in the separation of what stuff happens, where data lives and where the interface lies. For instance, it's a mix of architectural styles ...
We certainly live in interesting technological times. And no more interesting than the current competing IoT standards for connectivity. Various standards bodies, approaches, and ecosystems are vying for mindshare and positioning for a competitive edge. It is clear that when the dust settles, we will have new protocols, evolved protocols, that will change the way we interact with devices and infrastructure. We will also have evolved web protocols, like HTTP/2, that will be changing the very core of our infrastructures. At the same time, we have old approaches made new again like micro-services...
Connected devices and the Internet of Things are getting significant momentum in 2014. In his session at Internet of @ThingsExpo, Jim Hunter, Chief Scientist & Technology Evangelist at Greenwave Systems, examined three key elements that together will drive mass adoption of the IoT before the end of 2015. The first element is the recent advent of robust open source protocols (like AllJoyn and WebRTC) that facilitate M2M communication. The second is broad availability of flexible, cost-effective storage designed to handle the massive surge in back-end data in a world where timely analytics is e...
Collecting data in the field and configuring multitudes of unique devices is a time-consuming, labor-intensive process that can stretch IT resources. Horan & Bird [H&B], Australia’s fifth-largest Solar Panel Installer, wanted to automate sensor data collection and monitoring from its solar panels and integrate the data with its business and marketing systems. After data was collected and structured, two major areas needed to be addressed: improving developer workflows and extending access to a business application to multiple users (multi-tenancy). Docker, a container technology, was used to ...
The true value of the Internet of Things (IoT) lies not just in the data, but through the services that protect the data, perform the analysis and present findings in a usable way. With many IoT elements rooted in traditional IT components, Big Data and IoT isn’t just a play for enterprise. In fact, the IoT presents SMBs with the prospect of launching entirely new activities and exploring innovative areas. CompTIA research identifies several areas where IoT is expected to have the greatest impact.
The 4th International Internet of @ThingsExpo, co-located with the 17th International Cloud Expo - to be held November 3-5, 2015, at the Santa Clara Convention Center in Santa Clara, CA - announces that its Call for Papers is open. The Internet of Things (IoT) is the biggest idea since the creation of the Worldwide Web more than 20 years ago.
The Industrial Internet revolution is now underway, enabled by connected machines and billions of devices that communicate and collaborate. The massive amounts of Big Data requiring real-time analysis is flooding legacy IT systems and giving way to cloud environments that can handle the unpredictable workloads. Yet many barriers remain until we can fully realize the opportunities and benefits from the convergence of machines and devices with Big Data and the cloud, including interoperability, data security and privacy.
The Internet of Things is tied together with a thin strand that is known as time. Coincidentally, at the core of nearly all data analytics is a timestamp. When working with time series data there are a few core principles that everyone should consider, especially across datasets where time is the common boundary. In his session at Internet of @ThingsExpo, Jim Scott, Director of Enterprise Strategy & Architecture at MapR Technologies, discussed single-value, geo-spatial, and log time series data. By focusing on enterprise applications and the data center, he will use OpenTSDB as an example t...
The Internet of Things is not only adding billions of sensors and billions of terabytes to the Internet. It is also forcing a fundamental change in the way we envision Information Technology. For the first time, more data is being created by devices at the edge of the Internet rather than from centralized systems. What does this mean for today's IT professional? In this Power Panel at @ThingsExpo, moderated by Conference Chair Roger Strukhoff, panelists will addresses this very serious issue of profound change in the industry.
Scott Jenson leads a project called The Physical Web within the Chrome team at Google. Project members are working to take the scalability and openness of the web and use it to talk to the exponentially exploding range of smart devices. Nearly every company today working on the IoT comes up with the same basic solution: use my server and you'll be fine. But if we really believe there will be trillions of these devices, that just can't scale. We need a system that is open a scalable and by using the URL as a basic building block, we open this up and get the same resilience that the web enjoys.
We are reaching the end of the beginning with WebRTC, and real systems using this technology have begun to appear. One challenge that faces every WebRTC deployment (in some form or another) is identity management. For example, if you have an existing service – possibly built on a variety of different PaaS/SaaS offerings – and you want to add real-time communications you are faced with a challenge relating to user management, authentication, authorization, and validation. Service providers will want to use their existing identities, but these will have credentials already that are (hopefully) i...
All major researchers estimate there will be tens of billions devices - computers, smartphones, tablets, and sensors - connected to the Internet by 2020. This number will continue to grow at a rapid pace for the next several decades. With major technology companies and startups seriously embracing IoT strategies, now is the perfect time to attend @ThingsExpo, June 9-11, 2015, at the Javits Center in New York City. Learn what is going on, contribute to the discussions, and ensure that your enterprise is as "IoT-Ready" as it can be
Container frameworks, such as Docker, provide a variety of benefits, including density of deployment across infrastructure, convenience for application developers to push updates with low operational hand-holding, and a fairly well-defined deployment workflow that can be orchestrated. Container frameworks also enable a DevOps approach to application development by cleanly separating concerns between operations and development teams. But running multi-container, multi-server apps with containers is very hard. You have to learn five new and different technologies and best practices (libswarm, sy...
SYS-CON Events announced today that DragonGlass, an enterprise search platform, will exhibit at SYS-CON's 16th International Cloud Expo®, which will take place on June 9-11, 2015, at the Javits Center in New York City, NY. After eleven years of designing and building custom applications, OpenCrowd has launched DragonGlass, a cloud-based platform that enables the development of search-based applications. These are a new breed of applications that utilize a search index as their backbone for data retrieval. They can easily adapt to new data sets and provide access to both structured and unstruc...
The Internet of Things is a misnomer. That implies that everything is on the Internet, and that simply should not be - especially for things that are blurring the line between medical devices that stimulate like a pacemaker and quantified self-sensors like a pedometer or pulse tracker. The mesh of things that we manage must be segmented into zones of trust for sensing data, transmitting data, receiving command and control administrative changes, and peer-to-peer mesh messaging. In his session at @ThingsExpo, Ryan Bagnulo, Solution Architect / Software Engineer at SOA Software, focused on desi...
An entirely new security model is needed for the Internet of Things, or is it? Can we save some old and tested controls for this new and different environment? In his session at @ThingsExpo, New York's at the Javits Center, Davi Ottenheimer, EMC Senior Director of Trust, reviewed hands-on lessons with IoT devices and reveal a new risk balance you might not expect. Davi Ottenheimer, EMC Senior Director of Trust, has more than nineteen years' experience managing global security operations and assessments, including a decade of leading incident response and digital forensics. He is co-author of t...
SYS-CON Events announced today that MetraTech, now part of Ericsson, has been named “Silver Sponsor” of SYS-CON's 16th International Cloud Expo®, which will take place on June 9–11, 2015, at the Javits Center in New York, NY. Ericsson is the driving force behind the Networked Society- a world leader in communications infrastructure, software and services. Some 40% of the world’s mobile traffic runs through networks Ericsson has supplied, serving more than 2.5 billion subscribers.
While great strides have been made relative to the video aspects of remote collaboration, audio technology has basically stagnated. Typically all audio is mixed to a single monaural stream and emanates from a single point, such as a speakerphone or a speaker associated with a video monitor. This leads to confusion and lack of understanding among participants especially regarding who is actually speaking. Spatial teleconferencing introduces the concept of acoustic spatial separation between conference participants in three dimensional space. This has been shown to significantly improve comprehe...